Posts made in setembro, 2017

Simples Dicas para Cortar o Açúcar em Excesso da sua Dieta

Simples Dicas para Cortar o Açúcar em Excesso da sua Dieta   Você sabe que o açúcar não é bom para você. Consumi-lo em excesso aumenta o risco de diabetes tipo 2, doenças cardíacas e obesidade. O problema é que a dieta ocidental padrão é cheia de açúcar, e por isso conseguir cortá-lo da dieta é um grande feito – muitos tentam, e acabam falhando. Eliminar o açúcar completamente é impossível, e inclusive não é uma boa alternativa para a saúde, já que as frutas são alimentos saudáveis por tantas razões e também contêm o seu tipo de açúcar. Concentre-se em eliminar da dieta os açúcares adicionados (ou seja, o açúcar que não existe naturalmente na comida). E isso não significa substituí-los por adoçantes artificiais. Existe um grande debate sobre a segurança e eficácia dos adoçantes artificiais e por isso não vale a pena fazer uso deles em quantidade. Para ajudá-lo a montar o seu plano, Partha Nandi, criadora e apresentadora de um programa de televisão americano sobre Medicina, separou as nove melhores dicas para finalmente mudar o seu relacionamento com o açúcar e aprender a viver com menos dele. Coma mais frequentemente Permitir-se ficar com fome aumenta as chances de que você queira e escolha uma opção de energia rápida e de baixa qualidade nutritiva em vez de refeições e lanches saudáveis. “Quando você não come regularmente, tem esses desejos e é mais fácil entupir-se de calorias vazias”, diz Nandi. “Você pode estar ocupado e esquecer as refeições e ignorá-las, mas quando você faz isso é quando você se torna vítima de alimentos terríveis para você.” Ela sugere comer cinco refeições menores por dia, ou três refeições e um lanche saudável entre cada. Beba mais água Outra maneira de reduzir a fome e reduzir desejos por doces é manter-se hidratado o dia todo. Às vezes nós confundimos a sede com fome, então beber água durante todo o dia dará ao seu corpo uma melhor compreensão de quando ele realmente precisa de energia. Comer alimentos frescos em vez de processados Os alimentos processados têm bastante açúcar adicionado (além de sódio, mas isso é outra história). “Evite-os tanto quanto você pode”, diz Nandi. Em vez de comer um lanche embalado, escolha algo como algumas fatias de maçã e iogurte. Quanto mais alimentos integrais você puder comer, e quanto mais preparação de refeições você puder fazer em casa, mais fácil será evitar os alimentos processados e ainda comer o suficiente para se sentir saciado. Leia os rótulos dos alimentos Quando você comprar alimentos embalados, leia os seus rótulos. Verifique a lista de ingredientes para ver se o açúcar está listado como um – isso significa que ele é adicionado. No final das contas, o açúcar natural e açúcar adicionado são a mesma coisa em termos calóricos e impacto na insulina e acúmulo de gordura, a razão por qual comemos mais do que devemos é muito dele ser adicionado a tantas coisas desnecessariamente (por exemplo: no seu pão integral)....

Leia Mais »

Por que tomar Ômega 3?

Por que tomar Ômega 3? Quer saber por que tomar ômega 3? A resposta a essa pergunta está nas próximas linhas. O ômega 3 é um tipo de gordura poli-insaturada que faz muito bem para o nosso organismo, mas não é produzida por ele, ou seja, ela deve ser obtida por meio da alimentação ou suplementos alimentares específicos. Além de ser uma fonte de energia, essa gordura é também responsável pela absorção das vitaminas lipossolúveis no intestino, que são as vitaminas A, D, E e K, que jamais devem ser excluídas da dieta. Quer saber mais sobre o ômega 3? Então confira a seguir. Benefícios do Ômega 3 Pode ajudar a perder peso Tradicionalmente, os povos asiáticos sempre apresentaram alguns dos IMCs mais baixos do planeta. Embora não exista um fator único que possa ser considerado responsável por essa característica, o alto consumo de peixes marinhos pelas populações de países como o Japão está certamente relacionado. Enquanto no Brasil consumíamos até pouco tempo atrás menos de 10 kg de peixe por pessoa a cada ano, esse número chegou a ser cinco vezes maior no Japão. E o que isso quer dizer? Em relação ao peso, o consumo de peixes como o atum e o salmão pode ser um fator determinante quando levamos em consideração que o ácido graxo ômega 3 tem o potencial de reduzir processos inflamatórios. A inflamação crônica pode causar uma alteração nos mecanismos de controle da fome e da saciedade, estimulando a liberação de hormônios que aumentam o apetite e dificultando a ação daqueles com ação contrária. Como o processo inflamatório também aumenta a resistência à insulina e favorece a retenção de líquidos, reduzir as inflamações pode facilitar, e muito, a perda de peso. Além disso, como toda gordura tem digestão mais lenta, ao consumir uma porção de peixe grelhado você estará estimulando naturalmente a saciedade. Em um estudo de apenas 3 semanas publicado no Physiological Research, participantes que adicionaram 2,8 gramas diárias de ômega 3 à alimentação (em combinação com a prática de exercícios e uma dieta hipocalórica) perderam 1,5 kg a mais do que voluntários que apenas se exercitaram e fizeram dieta. Controla a insulina Esse é um dos benefícios do ômega 3 que pode ser útil tanto para quem está de olho nas taxas de glicose no sangue como para aqueles que precisam emagrecer. Ao acrescentar uma fonte de ômega 3 ao prato, você estará diminuindo o índice glicêmico da sua refeição, o que por sua vez se traduz em uma menor liberação de insulina na circulação sanguínea. E menos insulina significa melhor controle da glicemia e uma redução no risco de aparecimento de diabetes do tipo 2. E como níveis elevados de insulina favorecem o acúmulo de gordura no corpo, quanto maior a liberação do hormônio mais inevitável será o aumento de peso. Acelera o metabolismo As gorduras são todas altamente calóricas,...

Leia Mais »

Alimentos Recomendados Na Última Refeição Do Dia

Alimentos Recomendados Na Última Refeição Do Dia O emagrecimento e a perda de gordura corporal são processos multifatoriais, ou seja, vão depender do que você consome, do quanto que você consome e do quanto que você gasta. Em um processo de emagrecimento saudável obtêm-se como resultado a diminuição de gordura e não simplesmente da redução de peso corporal, que pode implicar na perda de líquido e em alguns casos perda de massa muscular. A partir do momento que você aprende a se alimentar corretamente e sem exageros, muito provavelmente emagrecer se tornará uma consequência natural e sem sofrimentos. O importante não é comer menos, e sim melhor Na hora de perder peso, as escolhas alimentares contam mais do que simplesmente comer menos, ou seja, é importante observar a qualidade daquilo que se está consumindo não somente a quantidade (o valor calórico). Quando focamos somente em alimentos pela sua quantidade de calorias, passamos a comer menos, mas não necessariamente comemos alimentos mais saudáveis. É muito mais importante saber escolher um alimento pelo sua qualidade do que pela sua quantidade. Porém, é preciso sempre ter bom senso e equilíbrio e respeitar as necessidades do seu corpo. A importância da última refeição do dia (ceia) no processo de emagrecimento O comportamento e o padrão alimentar são complexos, envolvendo aspectos metabólicos, fisiológicos e ambientais. Hoje em dia já sabemos que não existe uma dieta padrão para todos, pois cada ser humano é único e temos que avaliar a bio individualidade de cada pessoa. O ideal e o mais indicado seria cada pessoa comer apenas quando estiver com fome. E isso é algo muito individual, vai depender do metabolismo e da genética de cada um. O que vale para um pode não valer para outro. É preciso sabermos que tanto a recomendação de fazer 6 refeições ao dia (desjejum, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e ceia), quanto a orientação de comer de 3 em 3 horas já não são mais válidas. De acordo com vários estudos essas condutas são consideradas mitos, pois além de faltarem evidências que comprovem essas informações, estudos vêm mostrando que essas condutas não aumentam o metabolismo. Isso reforça a conduta de respeitar o seu corpo e comer apenas quando sentir fome, pois cada indivíduo tem as suas peculiaridades metabólicas, como ritmo circadiano diferente e produção hormonal. Sabendo disso, é importante é fazer a refeição da ceia apenas se você sente fome, ou por recomendação de seu nutricionista.  Se você sente fome, a ceia pode e deve ser incorporada à sua dieta, podendo até mesmo ajudar na perda de peso. Estratégias para não exagerar na ceia Alimentos estratégicos devem ser consumidos na última refeição do dia. Dê preferência para alimentos e preparações que aumentam sua saciedade, fazendo com que você se alimente menos. Seguem algumas estratégias para aumentar a saciedade: Consuma proteína para o emagrecimento o consumo adequado de proteína oferece...

Leia Mais »

Benefícios Do Farelo De Aveia Para O Emagrecimento

Benefícios Do Farelo De Aveia Para O Emagrecimento O farelo de aveia é, na verdade, a casca que envolve o grão. É separada do grão no processo de refino e, até pouco tempo atrás, não era utilizada, pois, eram conhecidos apenas os benefícios do grão. Hoje em dia, sabe-se que o farelo de aveia contém mais fibras que o grão, afinal, o farelo propriamente dito é um alimento 100% integral. As responsáveis pela composição das fibras do farelo de aveia são os beta-glucanas. Elas são um tipo de fibra solúvel que faz maravilhas ao nosso corpo, como por exemplo: diminui a absorção do colesterol; retarda a absorção das moléculas de glicose; estimula a imunidade do organismo; estimula a formação de células que proporcionam maior firmeza para a pele e também adia o envelhecimento celular como um todo. O farelo de aveia também é rico em vitaminas e proteínas. Por ser rica em beta-glucanas, como visto anteriormente, suas fibras podem ser denominadas de fibras funcionais. Fibras funcionais são as que fazem com que o organismo melhore sua condição, seu funcionamento fornecendo mais saúde e bem-estar. Benefícios do farelo de aveia para o emagrecimento Fibras funcionais. Tem-se aqui seu principal e mais rico benefício para a saúde. As fibras do farelo de aveia possuem a capacidade de absorver 25% a mais de água o que proporciona a sensação de estômago cheio garantindo-lhe saciedade por mais tempo. Melhora o funcionamento do intestino. As fibras, de modo geral, melhoram e muito o funcionamento do intestino. O bom funcionamento deste órgão é fundamental para quem quer emagrecer uma vez que eliminados os resíduos do corpo em tempo hábil o mesmo não irá absorvê-los e estocar o que não precisa. Digestão mais lenta. Ao misturar o farelo de aveia em meio à alimentação, ele faz com que o organismo gaste mais calorias para digerir os alimentos. Também, faz com que a digestão fique mais lenta, desta forma, demorará mais tempo para o indivíduo sentir fome. Outras dicas, curiosidades e benefícios do farelo de aveia O farelo de aveia contém vitaminas, proteínas, cálcio, ferro e carboidratos. Todos estes elementos fazem bem á saúde e são requisitados pelas células do nosso corpo para que haja um equilíbrio e um bom desempenho do mesmo. Uma colher de sopa, ou seja, 14 gramas de farelo de aveia irá formar um bolo alimentar de cerca de 370 gramas dentro do estômago. É um cereal de sabor agradável e pode ser usado nas receitas de todos os tipos de massas, tais como: pães; salgadinhos; pizzas; biscoitos e bolos. É o cereal mais fácil de encontrar. Desde supermercados a casas de produtos naturais e também em farmácias é possível encontrar um pacote de farelo de aveia. É interessante consumir o produto cuja embalagem garante que se trata de um produto 100% de farelo de aveia e não misturado a outros ingredientes. Proporciona...

Leia Mais »

Alimentos Com Calorias Negativas Que Emagrecem E Nutrem

Alimentos Com Calorias Negativas Que Emagrecem E Nutrem Quem costuma brigar com a balança sonha em poder comer o que quiser sem se preocupar com o acréscimo de peso. Esse privilégio ainda não é fácil de ser obtido, mas há alguns alimentos que podem, sim, ser ingeridos à vontade e, em vez de engordar, ajudam no emagrecimento. Com baixa caloria e muitas fibras, diz-se que têm “calorias negativas”. Segundo a nutricionista Fabiane Alheira, esse nome foi criado porque esse tipo de comida demanda uma quantidade de energia superior ao número de calorias que apresenta. “Por conta disso existe um déficit. Funciona como uma conta corrente, onde o saldo será negativo se o gasto for maior do que o crédito existente”, explica. A especialista, no entanto, deixa claro que o gasto energético varia de pessoa para pessoa e, por isso não é possível dizer precisamente qual a diferença entre ganho e queima de calorias. Antes de achar que essa é a saída milagrosa para enxugar o excesso de peso, a nutricionista afirma que não vale a pena fazer um regime apenas com essas comidas. “Nosso organismo necessita de um equilíbrio entre os macronutrientes e os micronutrientes, e, portanto, há necessidade diária de carboidrato, proteína e gordura, sim!”, diz. Melancia Rica em fibras e diversos nutrientes, a melancia ajuda também a hidratar, já que é composta por 90% de água. Uma fatia de 100 gramas contém 35 calorias, além de conter vitaminas A, B1, B2, B3 e C, potássio, cálcio, fósforo e glutationa, uma substância aliada no combate ao envelhecimento precoce. A fruta ainda pode ajudar no combate a hipertensão. Alface Presente na maioria das saladas, a alface é outro exemplo de “caloria negativa”, já que a cada 100 gramas há apenas 11 calorias. Por trás dessa leveza, há fibras, ferro, potássio, vitaminas A, C e betacaroteno. As propriedades medicinais da folha costumam ser exploradas também em chás e sucos, que são usados como calmantes e antialérgicos, por exemplo. Abobrinha A abobrinha é um alimento rico em cálcio, magnésio, proteínas e potássio, o que faz com que ela seja uma boa opção não só para quem faz dieta, como também para aqueles que querem cuidar da saúde dos ossos e do coração e pretendem renovar as células. Tudo isso com um ganho ínfimo de calorias, já que há por volta de 20 kcal em uma porção de 100 gramas. Pepino Esse diurético natural tem papel importante no tratamento de cálculos renais e, além disso, tem antioxidantes, que ajudam a evitar o envelhecimento precoce e prevenir câncer, doenças cardiovasculares e infecções. Entre os nutrientes presentes no pepino estão magnésio, potássio, vitaminas B5 e C e carotenoides. Para completar, 100 gramas do vegetal têm apenas 18 calorias. Damasco Ferro, cobre, fósforo, magnésio, potássio, e vitaminas A, B3, B5 e K são algumas das propriedades do damasco, outro alimento com caloria negativa. Sua ação...

Leia Mais »