Colesterol

Alimentos mais eficazes para reduzir o colesterol sem medicação

Alimentos mais eficazes para reduzir o colesterol sem medicação Os alimentos que comemos tem um efeito enorme sobre nossos níveis de colesterol. Alguns alimentos podem aumentar o colesterol HDL (bom colesterol) enquanto outros ajudam diminuir o colesterol LDL (mau colesterol). Se você tem colesterol alto ou quer evitá-lo, você tem que prestar muita atenção aos alimentos que consome. Vários estudos mostram que uma das melhores formas de prevenir a doença cardiovascular é através da redução do colesterol ruim. Abaixo estão os alimentos que reduzem o colesterol para você adicionar em sua dieta e contribuir com a saúde do seu coração. Alimentos que baixam o colesterol Aveia Em sua composição reúne um conjunto de substâncias cujo efeito tem mostrado eficaz para reduzir as taxas de colesterol plasmático: gorduras insaturadas, avenasterol, fibra e lecitina. O avenasterol é um fitosterol com capacidade de diminuir a absorção de colesterol no intestino, assim como a lecitina. Cevada A cevada, e em partilhar a sua riqueza em um tipo de fibra solúvel, chamada betaglucana, têm se mostrado eficazes na redução do colesterol LDL, o mau colesterol. Leguminosas Alguns fitoquímicos das leguminosas são diretamente envolvidos na redução do colesterol. As lectinas, presentes nesses alimentos, favorecem o transporte de colesterol no sangue e no metabolismo, reduzindo assim o risco de acumulação sobre as paredes das artérias. As saponinas diminuem a absorção de colesterol no trato digestivo, e estão também presentes nas leguminosas. Alguns exemplos desses alimentos são: soja, grão de bico, feijão, feijão branco. Outros: alho, abacaxi, tomate, kiwi, amora, uva, repolho, cebola e cebolinha. Nozes As nozes são muito interessantes por sua contribuição de ácido alfalinolênico, que o corpo converte em ácidos graxos ômega 3 e também contém fitosteróis, ambos reconhecidos pelo seu papel na redução do colesterol ruim. Óleos vegetais Os óleos vegetais, principalmente o azeite de oliva, é rico em ácidos graxos monoinsaturados (ácido oleico), vitamina E e fitosteróis, todos os compostos com propriedades cardioprotetoras. Soja Em sua dieta para colesterol alto não pode faltar a soja. O consumo regular de soja como legume (ou óleo) fornece uma quantidade significativamente alta de ácido linoleico, lecitina e isoflavonas com efeitos benéficos para redução do mau colesterol. As isoflavonas, particularmente a genisteína, um dos mais abundantes na soja, exercem uma ação inibidora da agregação de plaquetas e atividade antioxidante em lipoproteínas de alta densidade (LDL), que ajuda a reduzir o colesterol do plasma. Peixes gordos Os peixes gordos têm em média cerca de dez gramas de gordura rica em ácidos graxos poliinsaturados da série ômega 3, como DHA (ácido docosahexaenóico) e EPA (eicosahexaenoico), conhecido pela sua capacidade de reduzir os triglicéridos no plasma, aumentar a vasodilatação arterial, reduzir o risco de trombose e a pressão arterial. Todos estes efeitos são postulados como protetores de doença cardiovascular. Abacate Estudos clínicos têm mostrado que incluir abacate na dieta, ajuda a reduzir os níveis de colesterol total. Embora a...

Leia Mais »

Como controlar colesterol e triglicérides através da alimentação

Como controlar colesterol e triglicérides através da alimentação Apesar de serem vistos como vilões, o colesterol e os triglicérides são dois tipos de gorduras essenciais para o organismo. O primeiro é necessário para a produção de novas células, sais biliares, vitamina D e de hormônios esteróides – como testosterona e progesterona. Já o segundo tem como principal função regular a reserva de energia. O problema é que em excesso ambos trazem prejuízos à saúde. De acordo com a nutricionista Joana Lucyk, da Clínica Saúde Ativa, de Brasília (DF), a primeira medida para barrar a evolução dessa dupla é modificar a  dieta “Essa é a forma preferencial de tratamento”, afirma. Veja 20 alimentos que reduzem o colesterol: Peixes ricos em ômega 3 (salmão, atum, bacalhau, etc): essa substância auxilia no controle e na redução do colesterol e dos triglicérides. A psicopedagoga Márcia Cristina da Silva Neves Luciano, 42 anos, de São Paulo, SP, é uma das que conseguiu reduzir as taxas de colesterol e triglicérides, que estavam no limite, só com a mudança de hábitos. “Optei por não tomar remédios. Por isso, passei a controlar a dieta fazer exercícios, como caminhada e Pilates”, diz. Um dos principais desafios enfrentados por Márcia foi diminuir o consumo de massas – ela é fã confessa de pãezinhos e bolos. Para tornar o pecado mais saudável, ela trocou o pão francês tradicional por um feito com farinha integral e aveia. Nos pratos preparados em casa, também substituiu a farinha de trigo por sua versão integral. Com a ajuda de uma nutricionista ensinou a substituir o óleo de soja pelo azeite nas preparações, assim como a aumentar o consumo de frutas e legumes. O café-da-manhã, que antes era feito às pressas, hoje é um momento sagrado para Márcia. “Aprendi que preciso fazer essa refeição em casa, tranquilamente. Assim não ataco a cesta de pães e as guloseimas servidas no trabalho pela manhã”, observa. Com esses pequenos ajustes, a psicopedagoga conseguiu, em aproximadamente 90 dias, fazer os índices de colesterol e triglicérides voltarem ao normal. Para seguir seu exemplo, aprenda mais sobre as duas substâncias e descubra quais alimentos são aliados na empreitada. Colesterol Enquanto uma parte dessa gordura é produzida pelo fígado, a outra chega por meio da alimentação. No sangue, ela circula ligada a proteínas, formando partículas – as que mais se destacam são a LDL e HDL. “A principal diferença entre elas é que a LDL carrega o colesterol para os tecidos do organismo, enquanto a HDL o despacha para o fígado, onde acontece sua eliminação sobre a forma de sais biliares”, conta a nutricionista Fernanda Serpa, membro da diretoria do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional (CBNF). É daí que vem a má fama da LDL: quando aparece em grandes quantidades, ele contribui para a formação de placas de gordura (ateromas). Essas, por sua vez, podem obstruir a circulação de um órgão importante,...

Leia Mais »

Dieta Para Baixar Colesterol

Dieta Para Baixar Colesterol Colesterol alto é sinal de uma alimentação desequilibrada e repleta de alimentos improdutivos para a nossa saúde. Por mais que outras situações também contribuam para a elevação dos níveis de Colesterol alto, ainda sim a alimentação é o principal motivo para o aumento dos níveis de LDL. O excesso de  Colesterol no sangue é algo que devemos nos preocupar certamente, visto que esta complicação pode desencadear complicações até mesmo mais sérias. Para combater os níveis de Colesterol alto no sangue, precisamos levar uma vida saudável, com uma alimentação equilibrada. Hoje neste artigo, iremos mostrar justamente uma  Colesterol ruim com base em alimentos que não contribuem para o desencadeamento do Colesterol; além de tudo, esses alimentos podem inclusive, contribuir para a eliminação do Colesterol ruim . Dieta para baixar Colesterol Iremos mostrar uma dieta para baixar Colesterol, você não precisa necessariamente adotar esta dieta, visto que iremos também mostrar uma série de alimentos que ajudam a eliminar o excesso de Colesterol A dieta que indicamos é essa: Café da manhã: 1 torrada e 1 copo de vitamina de banana com Aveia; Lanche da manha: 1 laranja ou qualquer outra fruta; Almoço/jantar: 2 colheres de arroz integral, 2 de feijão, 1 ou 2 fatias de filé de tilápia grelhado, legumes e verduras à gosto, e uma dose de vinho tinto; Lanche da tarde: 1 copinho pequeno de gelatina acompanhado de uma fatia de barra de chocolate amargo; Ceia: 1 fatia de melancia (obs: essa é a última refeição do dia, por este motivo, não devemos consumir alimentos pesado e nem em excesso, consuma apenas alimentos leves, e em pequenas quantidades. Alimentos que diminuem o excesso de Colesterol Caso a dieta anterior não esteja de acordo com a sua preferência, procure montar a sua própria dieta com base nos alimentos que diminuem o excesso de Colesterol, ou alimentos que não interferem no aumento dos níveis de Colesterol. Veja a seguir quais são os alimentos que ajudam a reduzir os níveis de Colesterol do sangue, de acordo com comprovações científicas e até mesmo pesquisas: Alimentos ricos em Ômega 3, como peixes por exemplo; Vinho; Nozes e castanhas; Laranja; Chocolate amargo; Aveia; Azeite de Oliva; Chá verde; Grão-de-bico; Açaí; Linhaça; Alcachofra; Esses são alguns alimentos que ajudam na eliminação do Colesterol ruim do nosso sangue. Quanto aos demais alimentos, desde de que os mesmos não contribuam para alavancar o excesso de Colesterol, os mesmos podem ser consumidos sem nenhum problema. Alimentos que aumentam os níveis de Colesterol Assim como existem os alimentos que diminuem os níveis de Colesterol, existem os que aumentam os níveis de Colesterol . Esses alimentos devem ser abominados e consumidos o mínimo possível, se possível for, eles nem devem ser consumidos em hipótese alguma. A boa notícia é que existem opções saudáveis que podem substituir esses alimentos. Confira quais são os alimentos pejorativos: Carne gordurosas, em especial as carnes de boi e porco; Produtos com alto teor de nata, como a manteiga, requeijão e o leite;...

Leia Mais »