Diabéticos

Alimentos para controlar a diabete

Alimentos para controlar a diabete Por conta da condição de saúde, homens e mulheres que apresentam diabetes precisam seguir uma rotina com determinadas restrições, afim de manter os níveis de açúcar no sangue ideais para o organismo. Exames anuais devem ser feitos para que a doença do tipo 1 ou 2 seja diagnosticada, porém, a prevenção é mais importante, evitando consumir doces em excesso, por exemplo. A dieta para diabéticos beneficia não apenas os indivíduos que apresentam a doença, assim como contribui para o emagrecimento de forma saudável, já que o regime é restrito em determinados alimentos e em quantidade de calorias. Com a rotina estabelecida, a perda de peso é conquistada. Dieta para diabéticos Com o regime, os alimentos ricos em gorduras saturadas devem ser evitados ao máximo, já que o consumo excessivo aumenta a quantidade de glicose no sangue, causando ou intensificando a diabetes, prejudicando a saúde como um todo, e contribuindo para o ganho de peso. São eles manteiga e margarina, sorvete, bolos e pães, carne vermelha de corte gordo, pele de frango, laticínios integrais, molhos industrializados, queijos amarelos, dentre outros. Mas nem tudo é proibição na dieta para diabéticos, alguns alimentos devem ser consumidos para que o nível de glicose seja mantido e para que o emagrecimento seja possível. Os cereais integrais, verduras, legumes, e frutas, proporcionam saciedade, estimulam o trabalho positivo do organismo, e são recomendações de todos os especialistas. Os leites desnatados são ótimos aliados desse regime, já que contam com baixo teor de gordura, ajudam na manutenção do cálcio, são fontes de proteínas magras, e são ótimas combinações com as frutas. Falando nelas, as frutas ricas em águas são as mais indicadas para qualquer regime restritivo, como melancias, peras, melões, maça, e muitas outras. Os queijos brancos também contam com baixo teor de gordura, prefira o queijo cottage e o ricota, que contam com poucas calorias. Os alimentos integrais (assim como as fibras) proporcionam saciedade prolongada, ajudam no trânsito intestinal, diminuem a sensação de inchaço, reduzem a retenção hídrica, e contribuem para a perda de peso de forma saudável. Consuma alimentos positivos, ou seja, os que contêm calorias que não são transformadas em gorduras no corpo. O morango é um exemplo de fruta rico em frutose, mas que proporciona maior gasto que consumo calórico. Confira algumas Dicas O hábito de ler a tabela nutricional de cada alimento é fundamental para conhecer o que será ingerido pelo corpo e não cair nas “mentiras” contadas por determinadas empresas. Os ligths, por exemplos, são produtos com redução calórica, mas não necessariamente com redução de açúcar, podendo acarretar em problemas para os diabéticos e dificultar o emagrecimento. Ao ler o rótulo, você terá consciência dos reais ingredientes presentes. Evite adicionar açúcar refinado em suas refeições e esqueça dos adoçantes que contam com aspartame, já que esta substância deve ser evitada por diabéticos. Opte por adoçantes à...

Leia Mais »

Alimentação Saudável para Diabetes

Alimentação Saudável para Diabetes 1- Tome sempre o pequeno almoço: 1 laticínio magro, cereais integrais e 1 fruta pequena; 2- Faça refeições ligeiras preferencialmente de 3 em 3 horas. Para manter um bom controlo da glicemia deve evitar estar mais de 3 horas e meia sem comer! 3- Nunca salte refeições. Faça 5 a 7 pequenas refeições diárias. Não se esqueça dos lanches entre as refeições principais e, cas seja necessário, faça uma pequena ceia antes de se deitar; 4- Comece sempre as refeições principais com sopa! 5- Consuma legumes e hortaliças de forma generosa. Metade do seu prato deve ser ocupado por estes alimentos. 6- “Para terminar a refeição, a fruta é a melhor sobremesa!”. Coma fruta no final da refeição ou, se a consumir num dos lanches, acompanhe-a sempre com um pequeno pedaço de pão. Dê preferência à fruta pouco madura e aposte em maçãs, peras, morangos, melancia, pêssegos, quivis e ameixas. Evite figos, cerejas, uvas, dióspiros e bananas; 7- Faça uma alimentação tendencialmente vegetariana. Reduza drasticamente o consumo de produtos animais; 8- Para cozinhar e temperar dê preferência ao azeite. Invista em gorduras de boa qualidade e modere a sua utilização. Evite consumir óleos, gorduras e alimentos gordos como margarina, banha, manteiga, produtos de charcutaria e salsicharia, natas, maionese, caldos concentrados, toucinho, entremeadas, massas folhadas, entre outros; 9- Cozinhe de forma simples e tempere com ervas aromáticas (aipo, alecrim, alho, cebolinho, coentro, estragão, hortelã) e especiarias (açafrão, canela, caril, colorau, noz-moscada, tomilho, … ); 10- Dê preferência aos cozidos, grelhados, assados com pouca gordura, estufados em cru e caldeiradas; 11- Reduza a adição de sal aos cozinhados e o consumo de produtos salgados como salsicharia, enlatados, queijos curados, batatas fritas e similares, frutos secos fritos, etc; 12- Não consuma bebidas alcoólicas. Se o fizer, limite o seu consumo a: 1) homens – 2 copos de vinho/dia; 2) mulheres – 1 copo de vinho/dia). 13- Modere o consumo de café e chás com teína. 14- Reduza o consumo de alimentos ricos em açúcar como refrigerantes, bolos, cremes, bolachas, gelados, chocolates, mel, compotas e similares. Quando lhe apetecer um doce, faça-o preferencialmente no final de uma das refeições principais e lembre-se que a ingestão de doces deve ser reservada para ocasiões especiais. 15- Ajude os rins e os intestinos a funcionar: beba água ou infusões de ervas com regularidade ao longo do dia!...

Leia Mais »

Dieta Para Diabéticos

Dieta Para Diabéticos   Consumir alimentos ricos em fibras As únicas vantagens das fibras não são o auxílio ao funcionamento do intestino e a sensação de saciedade. Na dieta para diabéticos o benefício que ela traz é de diminuir os níveis de açúcar no sangue. Tanto que a Associação Americana de Diabetes recomenda que pessoas que têm risco de desenvolver diabetes do tipo 2 ingiram 14 g de fibras a cada 1 mil calorias que consomem. Vegetais, frutas, nozes, feijões, ervilhas, lentilhas, farinha de trigo integral e farelo de trigo são alguns dos alimentos que servem como boas fontes de fibras. Atenção aos carboidratos Tanto os carboidratos simples quanto os complexos são transformados em açúcar no sangue durante o processo de digestão. Por isso, é necessário que os portadores de diabetes tenham uma atenção especial quanto ao tipo de carboidrato que comem em suas refeições. O ideal é buscar fontes de carboidratos complexos, que são digeridos de modo devagar pelo organismo. Isso significa que ele libera doses de glicose aos poucos, o que evita os picos nas taxas de açúcar no sangue. Arroz integral, pão integral, cereais integrais, lentilha, grão-de-bico, cenoura, batata-doce e amendoim são algumas das fontes de carboidrato complexos. Os carboidratos simples e doces não estão proibidos mas devem ser ingeridos bem de vez em quando. E quando a pessoa decidir comer um docinho, deve diminuir o consumo de carboidratos provenientes de outras fontes de alimentos. Aprenda a contar os carboidratos das refeições Além de preferir as fontes saudáveis do nutriente, também é necessário fazer uma contagem de carboidratos na dieta para diabéticos, visto que eles exercem grande impacto quanto à taxa de glicose no sangue. De modo resumido, para fazer a contagem é necessário sempre verificar o teor de carboidratos dos alimentos em seus rótulos e definir qual a quantidade da substância que deve ser ingerida a cada refeição, algo que deve ser determinado pelo médico, levando em consideração à necessidade calórica e o controle glicêmico de cada paciente. Consumir comidas boas para o coração A diabetes aumenta o risco de doença no coração e acidente vascular cerebral (AVC) porque acelera o desenvolvimento de artérias entupidas e endurecidas. Por esse motivo, é importante que quem possui diabetes também tome cuidado para que sua alimentação cause efeitos positivos na saúde do coração. Nessa lista entre peixes como halibute, atum, salmão, sardinha, e bacalhau e abacate, nozes, amêndoas, nozes-pecã, amêndoas, óleo de oliva e óleo de amendoim. Por outro lado, para cuidar da saúde do coração também é importante e evitar o AVC é necessário controlar a ingestão de gorduras saturadas, certificando-se que somente 7% das calorias diárias venham desse tipo de gordura, e reduzindo bastante a ingestão de gorduras trans. O consumo de sódio também deve ser moderado, sem ultrapassar a barreira das 2,3 mil mg por dia, e controlar a ingestão de colesterol que não deve...

Leia Mais »

Alimentação para Diabéticos

Alimentação para Diabéticos O diabetes é uma alteração no metabolismo da glicose causada pela deficiência na produção ou na ação da insulina – hormônio responsável pela diminuição da taxa glicêmica no sangue. Para pessoas com a doença, a ingestão exagerada de alguns alimentos pode ser um perigo. Uma dúvida bastante comum entre elas é sobre como criar e manter uma dieta saudável. As recomendações nutricionais para esses indivíduos não são tão diferentes da população em geral. A pirâmide alimentar é um guia com o objetivo de propiciar uma noção de proporcionalidade entre os grupos alimentares e a quantidade dos alimentos que devem ser consumidos ao longo do dia. Uma alimentação equilibrada é aquela que contém todos os nutrientes: carboidratos, proteínas, gorduras, sais minerais, vitaminas, fibras vegetais e água (veja abaixo a descrição de cada um deles). Dicas para uma boa alimentação Para evitar episódios de hipoglicemia ou hiperglicemia, faça o fracionamento da dieta, fazendo de cinco a seis refeições ao dia, a cada três horas, com alimentos variados em pequena quantidade. – Realize as refeições em local tranquilo, mastigando bem os alimentos. A boa mastigação contribui para uma boa digestão e melhor saciedade.   – Comece a refeição sempre pela salada para aumentar a saciedade, varie os tipos de verduras, legumes e frutas.   – Evite tomar líquidos durante as refeições, mas mantenha a boa hidratação, consumindo em média dois litros de água por dia  se não houver nenhuma restrição.     – Evite frituras e alimentos gordurosos. Prefira assados, grelhados e cozidos.   – Atenção ao consumo de sal! Tempere os alimentos com ervas aromáticas, temperos naturais. Eles realçam o sabor e dão cor aos alimentos, além de enriquecer o valor nutricional. É imprescindível que o tratamento e o controle do diabetes seja acompanhado por um médico e por uma nutricionista para auxiliar a montar um plano nutricional individualizado, considerando características como idade, nível de atividade física, peso, altura, hábitos alimentares, utilização de hipoglicemiantes ou insulina.  ...

Leia Mais »

Dieta para Diabéticos

Dieta para diabéticos: Antes de qualquer coisa, é importante esclarecer que para ter um plano alimentar completo, e adaptado as suas necessidades, você precisa visitar um profissional de saúde competente. As informações sobre dieta para diabéticos que você encontrará nesse artigo têm caráter apenas informativo, e de forma alguma substituem as orientações de médicos e nutricionistas. Muito bem, agora que eu já dei os avisos, vamos ao artigo. Recomendo que você leia com bastante atenção, e antes de aplicar qualquer uma das dicas, converse com o seu médico, afinal, cada caso é um caso, e só o seu médico é capaz de dizer se você pode ou não pode seguir determinada dica. A partir de agora você vai descobrir como se alimentar corretamente, de maneira a não sofrer com os efeitos negativos de uma alimentação inadequada.  Massas, arroz e pães integrais Esses alimentos integrais são ricos em carboidratos complexos, o que é ótimo, pois esse tipo de carboidrato é digerido mais lentamente, assim, a glicose é liberada de forma mais dosada, evitando picos glicêmicos. Além disso, os alimentos integrais possuem bastante fibras, e isso ajuda a melhorar a ação da insulina no organismo.  Açúcar e carboidratos Massas, pães e doces não precisam ser completamente excluídos da dieta, no entanto, é preciso muita atenção quanto à quantidade a ser ingerida. No caso dos doces, eles podem ser consumidos de vez em quando, entretanto, a pessoa deve reduzir consideravelmente o consumo de outras formas de carboidratos, de maneira a manter a equivalência. Quem é dependente de insulina, e resolve comer um doce, deve aumentar a dose de insulina especificamente para aquela refeição. Mas é sempre bom tomar cuidado, e pedir ao seu médico orientações sobre o consumo desses tipos de alimentos. Na dieta para diabéticos as frutas não podem ser consumidas a vontade, afinal, elas têm frutose, um açúcar natural que pode complicar a vida do diabético quando ingerido em excesso. No entanto, como elas possuem bastante fibras e outros nutrientes, não devem ser abolidas da alimentação. O ideal é consumi-las de forma moderada, sendo que a recomendação é comer no máximo de três a quatro porções por dia.  Veja abaixo quais frutas são mais indicadas: • Maçã • Abacate • Cereja • Limão • Amora • Coco • Pera • Laranja • Uva • Abacaxi • Mamão  Sucos de frutas Não há dúvidas de que os sucos são saudáveis, no entanto, eles podem ser uma armadilha para quem tem diabetes, afinal, na maioria das vezes eles podem consumir as porções de frutas diárias que o diabético pode ingerir. Portanto, o melhor mesmo é consumir as frutas em sobremesas e lanches, e se você quiser tomar algum líquido durante as refeições, tome água, lembrando que não é bom tomar líquidos junto com a comida, pois esse costume pode fazer você ganhar barriga.  Carnes vermelhas As carnes vermelhas oferecem nutrientes importantes para...

Leia Mais »