Como Economizar No Supermercado

Como Economizar no Supermercado

Como Economizar no Supermercado Equilibrar as contas domésticas é um desafio e tanto. Aqueles que conseguem guardar dinheiro para uma reserva de emergência ou para um objetivo a longo prazo podem ser considerados quase heróis das finanças domésticas uma vez que, para a maioria, sempre acaba sobrando mês ao final do salário. Algumas atitudes simples precisam ser adotadas quando essa situação se torna frequente e começa a se agravar a cada novo mês. Usar o cartão de crédito e outras medidas paliativas nem sempre é a melhor opção, já que essas contas também deverão ser pagas no futuro próximo. Dessa forma, vale a pena investir em algumas mudanças de comportamento para arrancar o problema pela raiz, livrando-se dos gastos em excesso e não apenas maquiando-os com soluções temporárias. Uma das mudanças mais importantes para quem precisa cortar gastos diz respeito às compras da casa. Segundo Luiz Carlos Ewald, economista e autor do livro “Sobrou dinheiro!: lições de economia doméstica”, a família brasileira gasta cerca de 25% de sua renda com alimentação. Isso significa que, se você mora sozinha, anda comendo um quarto do seu salário todos os meses. Para minimizar os gastos no supermercado basta seguir algumas dicas básicas. Faça uma lista Abra os armários, olhe como está a geladeira, verifique seus estoques e faça uma lista de compras antes de partir para o supermercado. Anote o que é necessário trazer para casa e em quais quantidades. Uma boa maneira de saber quanto comprar é começar a fazer uma média de consumo durante dois ou três meses. Assim você evita excessos e, consequentemente, desperdícios de produtos e dinheiro. Aproveite as ofertas Se possível, vá mais de uma vez por mês ao supermercado. Dessa forma você poderá aproveitar as melhores ofertas de cada lugar. Caso você não disponha de muito tempo, aprenda a optar pelas marcas mais baratas. Acredite: centavos a menos em cada produto representam uma boa economia no final do mês. Não vá ao mercado com fome “Não é fome, é vontade de comer” – esta é uma confusão comum. A chamada fome psicológica é uma armadilha na hora de fazer compras. A fome fisiológica, que é a fome de verdade, induz à esse outro tipo de fome, que te faz sair comprando todas as guloseimas que encontra pela frente. O problema é que, além de não consumir tudo o que comprou no impulso, essas guloseimas encarecem a conta....

Leia Mais »

Dicas para economizar no supermercado

Dicas para economizar no supermercado Defina seu limite Estipule um valor máximo para gastar na sua compra. Lembre-se de que é você quem prioriza as necessidades na sua vida, não as “promoções” de um estabelecimento comercial. Ao atingir o limite que você fixou, pare de comprar. Faça uma lista de compras Elabore uma lista prévia do que você realmente precisa e, mais importante, siga-a com disciplina. Planejamento evita desperdícios, como comprar produtos repetido, por impulso ou em quantidade maior do que o necessário. Organize a lista por seção do supermercado Seja organizado já na lista de compras, agrupando produtos que ficam próximos –por exemplo: produtos de limpeza, higiene pessoal, enlatados etc.. O resultado: uma experiência mais rápida, objetiva e fugindo das compras por impulso. Pesquise os preços, inclusive em atacadões e ‘atacarejos’ Faça uma pesquisa de preços antes de decidir onde vai fazer as compras. Considere também comprar em atacadões e atacarejos, que prestam um serviço mais simples e, em contrapartida, tendem a oferecer preços finais menores para o consumidor. Se a família for grande, talvez compense comprar nos atacados. Prefira comprar na segunda quinzena do mês A maioria dos consumidores compra no início do mês. Na segunda quinzena há uma queda normal de vendas, e as empresas ficam mais propícias a fazer promoções para melhorar o fluxo de caixa. Evite ir ao supermercado lotado O excesso de gente pode gerar um falso “senso de urgência” no consumidor e fazê-lo comprar mais do que o necessário ou sem pensar antes. Nunca vá às compras com fome A fome atrapalha na hora de calcular a quantidade de produtos de que você realmente precisa. Resultado: acaba comprando coisas demais. Ou, então, cai na tentação e compra alimentos que não estavam na lista. Levar a(s) criança(s) ou não? Se for sem a(s) criança(s), você evita a pressão para comprar produtos supérfluos, já que os pequenos são alvos fáceis para o marketing. Por outro lado, se levá-la(s), tem a chance de ensinar que não se pode comprar tudo o que quer. Não vá ao supermercado passear Ficar andando com o carrinho pelos corredores é um prato cheio para cair na armadilha das compras por impulso. Supermercado não é lugar de passear. Só vá se precisa mesmo comprar alguma coisa. Entre, faça suas compras e tchau. Cuidado com os truques e ‘armadilhas’ de marketing Tudo no supermercado é feito para você gastar mais: a música, a claridade, os corredores longos, a posição dos produtos etc.. Chocolates e doces costumam ser colocados ao alcance das crianças. Produtos essenciais costumam ficar no fundo para fazer o consumidor percorrer todos os setores. Leve uma calculadora Leve sua calculadora e confira com cuidado se os preços são bons para você. Além do preço, considere a quantidade. Por exemplo, o produto X custa R$ 5 e o Y, R$ 8, mas o X tem 500 gramas e o Y,...

Leia Mais »

Dicas Economizar No Supermercado

Dicas Economizar No Supermercado Existem algumas dicas que podem lhe ajudar a economizar dinheiro nas próximas compras de supermercado. Algumas destas dicas você já deve ter lido em algum lugar, mas não custa relembrá-las.  ESTABELEÇA UM LIMITE DE GASTO A primeira coisa a se fazer é estabelecer um limite de gasto, afinal, não adianta fazer uma lista de compras enorme e depois faltar dinheiro para os outros compromissos. O limite de gasto pode ser semanal, quinzenal ou mensal. Isso vai depender de quantas vezes você vai ao supermercado. FAÇA UMA LISTA DE COMPRAS Para elaborar a sua lista de compras, confira os produtos que você ainda tem em sua geladeira/despensa e comece pelos itens essenciais, deixando os itens supérfluos para o final da lista. Na sua lista devem constar a descrição de cada item, a quantidade, um campo para preço de referência, preço efetivo, valor e subtotal. O campo preço referência, é opcional e é utilizado para anotar o preço pesquisado, ou da última compra e serve para compor o limite de gasto, ou como referência de preço para comparar com o encontrado no supermercado. No campo de preço efetivo, você vai anotar o preço que você encontrar no supermercado, que multiplicado pela quantidade, lhe dará o valor a ser pago. O último campo, é do subtotal, que mostra o valor total gasto. Quem está acostumado a ir às compras já tem uma boa ideia de preço, e consegue fazer uma lista de compras que cabe dentro do limite de gasto estabelecido. Mas para quem está incorporando agora a rotina de ir ao supermercado, vale guardar os cupons fiscais anteriores para ter uma noção de valores. Outra dica é fazer uma pesquisa nos supermercados virtuais que, além de uma boa referência, podem ser uma alternativa conveniente. A lista de compras é importante pois além de evitar o esquecimento de algum item, ajuda a manter o controle e a objetividade nas compras do supermercado. Existem alguns aplicativos para smartphones que podem lhe ajudar na elaboração da sua lista. ACOMPANHE AS COMPRAS De nada adianta uma lista de compras com um limite de gastos se não tiver o acompanhamento na hora da compra. Utilize a sua lista de compras e vá anotando os valores de cada item e, com a calculadora do seu celular, faça as contas para ver o quanto já foi gasto e quanto ainda sobra do seu limite de gasto. Caso já tenha alcançado o seu limite, mas a sua lista ainda não terminou, veja se os próximos itens são mesmo necessários, dado que a sua lista está em ordem decrescente de prioridade. Caso contrário, reveja quais itens você poderá adquirir na próxima compra. Procure se manter dentro do limite.Caso sua lista tenha terminado e tenha sobrado dinheiro, vá direto para o caixa. EVITE O DESPERDÍCIO Não adianta comprar barato se o produto acabar estragando antes de ser...

Leia Mais »

Dicas para economizar nas compras do supermercado

Dicas para economizar nas compras do supermercado Compras de supermercado é sempre uma maratona, ainda mais para quem tem família grande. Precisa fazer uma compra enorme e acaba se perdendo no meio de tanta comida sem saber se comprou muito ou pouco de cada coisa. Quando chega em casa e começa a guardar os mantimentos percebemos logo que faltaram não uma ou duas coisas, mas vários itens. Um transtorno, principalmente para quem mora em grandes cidades, pegar o trânsito mais uma vez. Normalmente, a maior despesa é sempre a compra do supermercado porque além da comida também temos que comprar produtos de limpeza e de higiene pessoal. Mas, com um pouco de organização, planejamento e as dicas que virão a seguir você vai conseguir fazer uma compra ótima e economizar muito dinheiro. Compras no mercado por semana, quinzenal ou mensal? Compras mensais são mais práticas porque só é feita uma vez no mês, mas em compensação o trabalho no supermercado é triplicado, você acaba gastando muito mais do que imaginou e sempre falta alguma coisa, mesmo que você tenha feito uma lista, pode ser que você não encontre o produto que queria. Pois bem, fazer compras de supermercado por semana ou quinzenal são boas opções, especialmente para quem não tem carro porque a quantidade de sacolas é bem menor. Fazer lista de compras Essa daqui acho que todo mundo já sabe. Ter uma lista para seguir na hora de fazer as coisas é de uma importância suprema. Até mesmo uma compra de supermercado que parece tão simples, exige um certo planejamento. Além do mais, quando você sabe exatamente do que precisa é mais difícil de ser tomada pelo impulso de comprar coisas desnecessárias como as novidades que aparecem nas prateleiras. Vá fazer compras de barriga cheia Parece ridículo para você? Não se engane porque a nossa mente sabe nos passar a perna direitinho. Quando estamos com fome e vamos fazer compras de supermercado há uma tendência bem maior de você comprar coisas que não são necessárias, principalmente aqueles lanches que engordam bastante e não são nem um pouco saudáveis. Crianças em supermercados não combinam Faça tudo menos levar as crianças nas compras. Se chegar o dia de ir e não tiver com quem deixá-las é melhor comprar outro dia e não levá-las. As crianças são muito fáceis de serem manipuladas pelos produtos do supermercado e você fará qualquer coisa para ter paz e tranquilidade durante esse momento. Quem quer uma criança chorando escandalosamente no supermercado no meio de todo mundo porque você não comprou aquele salgadinho que ela tanto queria? Comprando verduras, frutas e hortaliças Evite de comprar esses itens em supermercado, pois eles são mais caros do que na feira livre. Além do mais, na feira é muito mais fácil de fazer uma boa compra pechinchando com o vendedor coisa que você não conseguirá fazer no caixa do...

Leia Mais »