Dicas Para Te Ajudar Sair Da Inadimplência

Confira as dicas que podem te ajudar sair da inadimplência

Confira as dicas que podem te ajudar sair da inadimplência Muitos consumidores não sabem como perderam o controle de suas dívidas e, muito menos, como retomar a sua saúde financeira. Para ajudar esses consumidores reunir dicas como para te ajudar a resolver o problema da inadimplência. 1. Antes de sair negociando é preciso ter pleno domínio do seu dinheiro, fazer um diagnóstico financeiro, registrando o que se ganha, o que se gasta, conhecer seu verdadeiro eu financeiro 2. Faça um apontamento de despesas diárias por tipo de despesas pelos próximos 30 dias é o caminho para que fique tudo mais claro, somente assim poderá cortar gastos e reduzir excessos. 3. Muitas vezes é importante dizer “devo, não nego, pago, como e quando puder” nunca se deve procurar um credor (pessoa para quem você deve) antes de ter domínio completo de seu dinheiro. 4. É preciso ter muita calma quando se está inadimplente, estar endividado nem sempre é um problema, o problema é quando não se consegue pagar este compromisso. 5. A portabilidade é uma das ferramentas para reduzir o endividamento, procure por linhas de créditos mais baixa, mas é importante frisar que isso não resolve a causa do problema. 6. No planejamento para pagar as dívidas priorize as que têm os juros mais altos, geralmente as de cartão de crédito e cheque especial. 7. Na hora de negociar, se for parcelar as dívidas, tenha certeza que as mesmas cabem em seu orçamento. 8. Saiba que para pagas às dívidas atrasadas terá que repensar seu padrão de vida, pois, se já se endividou com o que ganha, isso reduzirá nos próximos meses com as parcelas. 9. Não existe uma porcentagem exata de quanto terá que direcionar para pagar as dívidas, isso dependerá do diagnóstico financeiro feito previamente. 10. Estabeleça uma estratégia para sair do endividamento, conhecendo detalhadamente os credores, valores, taxas de juros. 11. Dois fatores levam ao endividamento são eles: o crédito fácil, conjugado com a competente propaganda, por isso cuidado para não comprar o que não sonhava, com o dinheiro que você não tem, para impressionar, muitas vezes, até mesmo quem você não conhece. 12. As facilidades de créditos, como limite de cheque especial, cartão de crédito, crediários tem sido verdadeiros vilões nesta cirando do endividamento e inadimplência. 13. Não “emprestar” seu nome para que parentes e amigos façam dívidas. Se eles não podem usar o próprio nome é porque provavelmente já estão com problemas de endividamento. 14. Procure guardar dinheiro para comprar a vista e com algum desconto, o sonho da independência financeira passa por respeito ao dinheiro, entender que dinheiro é meio e não fim. 15. Quem compra a prazo, paga juros, quem paga juros paga mais caro e tem dividas, quem tem dívidas realiza menos...

Leia Mais »

Dicas Como Começar a se Livrar das Dívidas

Dicas Como Começar a se Livrar das Dívidas Identifique o tamanho da dívida 1- Calcule exatamente o quanto deve. Se não souber ao certo, procure os credores para descobrir. Lembre-se que o valor deve considerar o montante emprestado mais os juros embutidos. Se necessário, peça ajuda para fazer esse cálculo. Faça isso com todas as suas dívidas.  Veja quanto pode pagar por mês. 2- Inclua no cálculo suas despesas fixas, o empréstimo e os juros a serem pagos. Dessa forma, você planeja o pagamento de todas suas contas e descobre o valor e o número de parcelas que pode pagar, já tendo uma proposta fechada para negociação. Se tiver uma poupança, esta é a hora de utilizar o dinheiro guardado para ajudá-lo a sair das dívidas. O valor que tem disponível por mês é menor do que sua dívida? A solução então é renegociar o valor das parcelas.  Negociar com os credores 3- Segundo a pesquisa, na hora de pagar as dívidas, 41% dos entrevistados alegam que a maior dificuldade enfrentada é o valor proposto na negociação, considerado acima de suas possibilidades. 21% alegam que o valor da dívida está muito acima de seus ganhos e enquanto e há os que desejam negociar, mas não sabem como fazer (19%). A negociação com o credor é umas das mais importantes atitudes para resolver a situação.  Pare de fazer mais dívidas 4- Corte os cartões de crédito e jogue fora os cheques. Não se inscreva para qualquer cartão de crédito ou ofertas de empréstimo. Lembre-se, se você não puder pagar hoje, você não pode permitir isso amanhã (o que significa não esperar para pagar amanhã para dívidas contraídas hoje).  Pague futuras compras apenas com dinheiro 5- Enquanto os cartões de débito são aceitáveis, os cartões de crédito são totalmente proibidos quando você já está em dívida. Evite ao máximo usá-los.  Faça um plano para ver que dívida deve ser paga em primeiro lugar 6- Você deve algo a cada mês, você precisa ter uma dívida que você vai se livrar do primeiro. Direcione-se às mais altas, com taxa de juros. Além disso, veja se há a possibilidade de um acordo para reduzir sua taxa de juros, muitas vezes eles podem fazer isso. Reveja suas finanças completamente e veja qual método seria o mais eficaz para a sua situação. Seja conservador com seu dinheiro 7- Tente economizar onde der. Corte gastos desnecessários e equilibre os gastos de casa. Desligue torneiras quando não estiver usando ou apague as luzes não utilizadas, etc. Cada pequeno gasto evitado já ajuda e também cria um bom hábito em sua casa. Economize 8- É um velho clichê, mas é verdade. Tente guardar 10% do que você recebe em uma poupança. Se você não puder fazer isso, então guarde tudo o que puder. Mesmo que sejam 50 centavos. Faça desta a sua primeira conta que você paga. Porque...

Leia Mais »