Dicas De Como Ganhar Dinheiro

Roupas De Bebê Direto Da Fabrica Para Revender

Roupas De Bebê Direto Da Fabrica Para Revender Definir quais os tipos de roupas para bebê que irá comprar, é algo importante e deve ser feito desde o inicio, antes mesmo de procurar pelos fabricantes. Portanto, o ideal é realizar uma pequena pesquisa prévia para saber o que costuma ter uma maior saída em termo de roupas para bebê em sua região, porém geralmente o que mais vende são os macacões, conjuntinho pagão, vestidos, pijamas, meias e luvas. Você tem ainda a possibilidade de trabalhar com a revenda de roupas infantis, para crianças até 10 anos de idade, por exemplo, já que isso é o que a maioria das lojas do ramo fazem. No entanto se preferir, poderá focar apenas nas roupas para recém nascidos, que também é um segmento bastante lucrativo. Dentre os principais produtos para bebê, você poderá comprar peças como Body, saída de maternidade, camisetas, mijão, mantas, tiaras para bebê, faixas e muito mais. São artigos que acabam vendendo muito bem, afinal sempre tem criança nascendo e se você tiver uma variedade de produtos e tamanhos diversos, poderá vender bem, já que são peças que acabam ficando perdidas rapidamente e as mães acabam precisando de outras em tamanhos maiores. Roupas de bebê direto da fabrica Se você quer comprar roupas de bebê direto da fabrica para revenda, o mais indicado é procurar pelos fabricantes em grandes centros têxteis, onde há uma variedade grande de empresas que produzem roupas especialmente para vender no atacado para lojistas e sacoleiras. Então você poderá buscar em Goiânia, Fortaleza e outros lugares do tipo. Confira alguns exemplos de fabricas em vários lugares do Brasil:  Baby Fashion Criações Infantis Endereço: Rua Anhaia, 162 – Bom Retiro, São Paulo. Telefone: (11) 3223 – 3866  Dier Kids Fabricante de moda bebê Endereço: Rua Frei Solano, 339 Galpão 7 – Gasparinho, Gaspar/SC. Telefone: (47) 3332 – 9458  Chutinho Baby Confecção e Comércio Endereço: Avenida Buritis, lt-1 – Parque Santa Rita, Goiânia. Telefone: (62) 3256 – 6281  Nacy Baby Atacado e Fabricação Endereço: Rua Otelo Augusto Ribeiro, 195 – Guaianazes, São Paulo. Telefone: (11) 2553 – 3836  Paraíso do Bebê Confecções Endereço: Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 749 – s – 1007 – Copacabana, Rio de Janeiro. Telefone: (21) 2256 – 5550 Portanto estas são apenas 5 fabricas de roupas para bebê que eu destaquei aqui para que você possa ter uma noção básica, mas obviamente existem milhares de outras espalhadas por todos os estados brasileiros e cabe a você entrar em contato com elas para tirar suas dúvidas e verificar as condições de compra dos produtos, solicitando assim um catálogo com as peças que elas tem disponíveis. Uma boa forma de encontrar fabricas de roupas de bebê em seu estado ou no local desejado é fazer uma pesquisa em guias online, que são sites onde reúne uma diversidade grande de empresas. No site Guia Mais,...

Leia Mais »

Como Vender Doces e Salgados na Rua

Como Vender Doces e Salgados na Rua Ser autônomo é algo que muitas pessoas gostariam, mas para isso, é necessário buscar informação, se possível, fazer cursos para que nada saia errado e(ou) você se desanime antes das coisas acontecerem. Partilhar Hoje em dia, as pessoas estão se dedicando muito a questão do trabalho autônomo, ou seja, não importa se estão com algum local alugado para vender, ou se vão para as ruas mesmo, o que vale é, montar um negócio e apostar pensando positivo para que dê tudo certo, e por falar nisso, hoje nós iremos dar algumas dicas que podem ser úteis se você deseja vender doces e salgados na rua, confira a seguir: Muitos não acreditam no trabalho autônomo, mas tenha certeza de uma coisa, uma grande parte dos empresários que existem e hoje dão emprego para outras pessoas, são aqueles que lá atrás já venderam na rua, foram pessoas autônomas e que acreditaram em seu futuro no empreendedorismo. Ha quem acredite que vender doces e salgados seja algo que não rende nada, mas para outros, este tipo de atitude, além de ser honesta, é também uma porta aberta para o sucesso. Como Vender Doces e Salgados na Rua O certo é que para começar vender doces, você precisa definir quais serão os produtos que irá trabalhar, os seus métodos de venda e sua forma de divulgação. Hoje eu tenho aqui algumas dicas de como vender doces e salgados no seu dia a dia e ganhar dinheiro com isso. Pegue encomendas, isso mesmo, se você for para a rua vender doces e salgados, esteja atento ao que as pessoas querem, escute, anote o que for preciso, chegue em casa e faça uma listinha de compras, e para o início, inove, leve algo que não seja fácil de ser visto nas lojinhas. Seja Paciente Nada melhor do que ganhar seu cliente, isso mesmo, seja uma pessoa legal, diga o quanto você gosta de trabalhar, puxe uma conversa rápida, assim, o cliente irá volta sempre, por fim, não há nada melhor do que ganhara  credibilidade e ter uma certa segurança na hora de vender doces e salgados não é mesmo? Vender na rua não é tão simples assim, sabemos disso, mas tenha a certeza de que, se você fizer as coisas certas, tudo ocorrerá bem. Se quermontar seu próprio negócio, dê a total credibilidade à você mesmo(a), isso é um incentivo. Se tiver um dinheirinho guardado para ir comprando as coisas aos poucos, isso é bom, quer dizer, sempre que for apostar num negócio, o ideal é ter um $ reserva. Para vender doces e salgados pelas ruas, você não precisa montar uma loja, basta ter um carro, e se não tiver, monte uma barraquinha, deixe-a bem estruturada, pinte-a de uma cor que você goste, e outra coisa, colocar um nome também é considerado um marketing para que o seu...

Leia Mais »

Como Ganhar Dinheiro Com Salgados

Como Ganhar Dinheiro Com Salgados Salgadinhos são guloseimas super vendáveis, amadas pela grande maioria do povo brasileiro. Se você tem habilidades culinárias e está à procura de uma renda extra, fazer salgados para vender pode ser o pontapé inicial para seu sucesso financeiro.  Vamos conferir algumas dicas que tornam um salgadeiro bem sucedido. Estude Formas de Negócios e Receitas Primeiro: estude. Mas estude mesmo. Cursos de salgadinhos irão acrescentar muito a você, mesmo que já tenha experiência na área. Na internet, há muitos cursos básicos gratuitos, e-books baratos, sem contar as vídeo-aulas disponíveis no YouTube. Participe de fóruns de culinária, a troca de conhecimentos nesses ambientes é muito valiosa. Se você é hábil para preparar quitutes, mas não tem noções de empreendedorismo, procure os cursos gratuitos online do Sebrae. Descubra que tipo de salgado você vai vender Defina que tipo de salgado você vai preparar. Os mais comuns são coxinhas, pasteizinhos (fritos ou assados), quibes, rissoles, entre outros. Há também os salgados finos, mais solicitados para casamentos e eventos empresariais (enroladinho de presunto, croquetes, empadinhas…). Esteja atento ao comprar os ingredientes que serão utilizados. Pesquise bastante, para não gastar muito nas compras, mas não descuide da qualidade do que for comprar. Não adianta comprar a farinha de trigo mais barata e depois fornecer ao cliente um salgado com a massa ‘duvidosa’. Venda Primeiro Para Amigos e Vizinhos Depois de testar e aprovar as receitas escolhidas, comece oferecendo os salgados na vizinhança, na sua escola/faculdade, para seus amigos.. As pessoas aprovarão seus salgados e os divulgarão para você. Nesse ínterim, prepare cartões de visita com os seus contatos e os distribua. É uma ótima maneira de se fazer conhecido. Cuidados ao Se Vender na Rua Se você quiser vender na rua, tenha sempre o máximo cuidado com sua aparência e higiene. Esteja impecável e apresente seus salgados sempre perfeitos. E, para que você possa trabalhar tranquilamente, procure a Prefeitura Municipal de sua cidade e veja como obter autorização para vender em um ponto fixo – portas de escola, de repartições públicas, de igrejas etc.  Saia da Informalidade Procure, assim que for possível, legalizar seu negócio e sair da informalidade. Cadastrando-se como Microempreendedor Individual (MEI), você terá mais segurança profissional, poderá fornecer notas fiscais e contar com os benefícios do INSS, em casos de necessidade, tais como licença-maternidade, auxílio-doença, entre outros. Acesse o Portal do Empreendedor para saber mais.  Ficando Gigante: Venda por Encomenda Você pode também fornecer salgados por encomenda (geralmente esses são em tamanho menor e se vende a centenas). Você pode trabalhar com a entrega dos salgados congelados ou já assados/fritos.  Procure firmar parcerias com serviços de buffet, padarias ou lanchonetes. Seja pontual na entrega das encomendas, pois essa clientela é mais exigente em relação a horários. Com muita dedicação e boa vontade, o seu negócio será...

Leia Mais »

Como Fazer Salgados Para Vender

Como Fazer Salgados Para Vender Tem coisa melhor do que um salgado quando bate aquela fome na hora do lanche? Ou para fazer rapidinho quando chega aquela visita inesperada? Ou, ainda, para servir em uma festa de aniversário? Seja pizza, calzone, pastel ou coxinha, salgado é uma coisa difícil de recusar. Por sua praticidade e variedade, tende a agradar praticamente todo mundo. Sendo assim, quer oportunidade de negócio melhor do que essa? Mas, calma! Antes de você já sair planejando e arrumando sua agenda para começar sua própria produção de salgados, termine de ler esse post e evite cometer alguns erros básicos na sua produção. Descubra aqui algumas dicas simples, porém muito efetivas, de como fazer salgados para vender! Invista em uma boa massa É pela massa que toda a experiência começa, mas é verdade que há poucos apreciadores de massa por aí. Todo mundo costuma lembrar sempre mais do recheio do que da massa. Afinal, eles é que nomeiam os salgadinhos. De fato, a massa sofre uma injustiça. Se, por um lado, ela pode passar despercebida quando está boa, por outro, não é perdoada quando está quebradiça, seca ou toda engordurada. Por isso, valorize muito a qualidade de sua massa. De nada adianta ter um recheio maravilhoso, se, quando for fritar, o salgadinho abrir. Use farinha de qualidade e você verá que vai começar a perder menos produtos na hora de fritar. Experimente também acrescentar um pouco de batata nessas massas tradicionais. Você vai perceber que o salgado vai ficar mais leve e a massa com mais liga. Varie nos recheios Os recheios, sem sombra de dúvidas, são o carro-chefe dos negócios dos salgados. Assim, deixe sua criatividade fluir. Faça sempre os tradicionais: kibe, bolinha de queijo, coxinha, risole, entre outros. Mas, deixe espaço também para recheios criativos, obras inovadoras de sua autoria, que podem te destacar no mercado. Por que não um bolinho de estrogonofe? Ou quem sabe um risole de carne assada? Um tempo atrás, surgiu o bolinho de feijoada e ele é um salgado que tem feito grande sucesso entre os brasileiros. O próximo pode ser o seu! Só venda produtos frescos Não há nada pior do que comer algo que você sente que está passado, murcho ou até, quem sabe, estragado. Proporcionar ao cliente uma experiência dessa é certeza de perdê-lo e perder ainda todo o seu grupo de influência. Afinal, se não gostamos, a tendência é sair falando mal. Sendo assim, não venda salgados com mais de um dia após terem sido fritos nem tente reaquecê-os no micro-ondas. Isso vai deixá-los com um péssimo aspecto para a venda. Para manter a qualidade dos produtos e ganhar agilidade na produção, uma dica importante é congelar os salgados, logo quando produzidos. Nessas condições, o salgado não perde sua essência e seu frescor, desde que mantidos por até três meses. Porém, nunca recongele um alimento descongelado. Isso faz com que ele perca suas características. Faça uma boa gestão dos seus produtos e você não terá que sofrer deste...

Leia Mais »

Brechó

Brechó Mercado De acordo com dados do setor, o segmento de brechós já movimenta, pelo menos, R$ 5 milhões por ano. O crescimento do mercado é registrado pelo aumento da quantidade de lojas e pela ampliação das já existentes. Porém, é impossível informar um número exato porque muitos negócios estão na informalidade e outros são classificados de diferentes formas pelas juntas comerciais. O mercado consumidor é formado por diversos segmentos sociais. Desde pessoas de baixa renda que buscam preços baixos, até aquelas com melhor poder aquisitivo que procuram artigos de moda, peças originais, roupas para festas à fantasia, bailes bregas e temáticos. Para o primeiro público, o apelo ainda é o baixo preço. Estas pessoas vão ao brechó porque não possuem condições de adquirir roupas novas em lojas de shopping centers. A necessidade de economia impulsiona a compra de artigos usados. Porém, estes clientes exigem qualidade e garantia nos produtos oferecidos. Promoções e prazos de pagamento são muito bem-vindos. Recentemente um novo público passou a freqüentar as lojas de brechó, são jovens e nostálgicos de plantão que embarcaram na onda “retrô” e resgatam roupas e acessórios pessoais de décadas passadas, revirando o baú em busca de peças originais dos anos 60, 70 e 80. Esta rotina virou mania até para os adolescentes. Não se trata de colecionar antiguidades, mas sim de combinar o passado com o presente, por meio da mistura de peças antigas com outras atuais. Trata-se de um movimento ainda elitizado, restrito às capitais e conduzido por pessoas com mais informação de moda que buscam fugir do lugar comum. A explosão de festas dos anos 60, 70 e 80, juntamente com o lançamento de almanaques temáticos, contribuiu para o surgimento deste movimento. Porém, para a grande maioria da população, ainda é preferível exibir um tênis brilhando de novo do que um usado. A fugacidade da moda também proporcionou uma corrida aos brechós. A saia que foi maciçamente utilizada na estação passada, divulgada provavelmente por uma personagem da novela das oito, seis meses depois já pode ser considerada fora de moda e é descartada do guarda-roupa das consumidoras. No próximo ano, esta mesma saia pode cair novamente nas graças do público devido a um fato ou foto qualquer. Esta demanda específica será atendida pelos brechós. Vale lembrar que grandes centros comerciais como Rio de Janeiro e São Paulo são fontes emissoras de moda. Em pequenas e médias cidades, além de capitais mais afastadas, as últimas coleções chegam depois de certo tempo. Os brechós destas cidades podem se beneficiar deste atraso, adquirindo peças usadas no eixo Rio – São Paulo e vendendo suas aquisições simultaneamente às lojas de marca em suas cidades. O mercado ainda é composto, basicamente, por mulheres, de várias faixas etárias. Aos poucos, os homens estão participando do mercado, porém, num processo lento e cauteloso. Devido ao risco intrínseco ao negócio, recomenda-se a realização de ações...

Leia Mais »

Receitas de Salgados Para Vender

Receitas de Salgados Para Vender Hoje nós vamos te ensinar algumas receitas de salgados para vender. Isso porque já percebemos (e você também já deve ter notado) o quanto esse tipo de negócio pode ser rentável e tem ajudado muitas pessoas a mudar de vida! Fazer salgado para vender dá dinheiro e te dá diversas opções de captação de cliente. Você tanto pode vender diretamente para o público final, quanto poderá vender para lanchonetes e outros revendedores, ou vender sob encomenda para eventos especiais. As possibilidades são enormes, mas para agarrá-las você precisa aprender as receitas de pelo menos alguns, praticar bastante e quanto seus salgados estiverem irresistíveis você começa o trabalho de venda. Quer ganhar dinheiro com o seu próprio negócio, que pode começar dentro de casa e se expandir? Fazer salgados para vender é uma excelente opção, ainda mais se você não tiver muito valor para investimento. Como vender salgados Antes de te mostrarmos as receitas de salgados para vender que separamos vamos te dar uma visão geral sobre outros aspectos importantes para essa nova fase da sua vida. Existem diversas formas diferentes e eficazes de vender salgados. Listamos aqui as principais. Você tanto poderá trabalhar especificamente com uma delas, como pode tentar fazer um pouco de tudo. Saiba, porém, que para fazer todas as formas é preciso uma estrutura e um investimento maior. Observe: Vender para revendedores: É uma ótima forma de conseguir maior ganho com os salgados. Você irá fazê-los e oferecer em locais como lanchonetes, vendinhas, padarias e outras empresas que possam revendê-lo.Para isso você vai precisar saber apresentar muito bem o seu produto e trabalhar com preço justo. Claro que a coisa mais importante será a qualidade e o sabor dos seus salgados, por isso leve uma amostra e procure falar com quem tem poder de decisão. Vender sob encomenda: Muita gente trabalha dessa forma e tem uma demanda muito grande. Nesses casos é interessante ter pelo menos mais uma pessoa para ajudar. Os salgados nesse caso são menores e especiais para eventos.Você vai trabalhar de acordo com a encomenda do seu cliente. Para isso começar a acontecer as pessoas precisam conhecer o seu salgado, então utilize bem as redes sociais e procure fazer parcerias com empresas de festas. Vender para consumidor final: Se você quer começar de uma forma mais simples e ainda assim ter um retorno financeiro positivo, você mesmo pode vender os seus salgados diretamente para o consumidor final. É importante você saber como vender salgados na rua.Para isso será importante ter um recipiente adequado para levar os salgados e manter em uma temperatura confortável, além de escolher locais com bom fluxo de pessoas, como próximo a faculdades, colégios e centros comerciais. Como divulgar A divulgação é o segredo do seu negócio. De nada vai adiantar fazer os melhores salgados do universo se ninguém sabe disso. Algumas pessoas não levam...

Leia Mais »